quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Flamengo emplaca o quinto jogo sem vencer

Texto: Paulo Manso
Foto: Ana Paula Almeida/GuarulhosWeb

Rubro-negro acha o empate com o São Bento no fim do jogo e o técnico Edmílson de Jesus escancara crise com torcida

O gol do volante João Carlos, aos 46 minutos do segundo tempo foi a senha para o técnico Edmílson de Jesus escancarar a crise que vive com a torcida do Flamengo. Assim que o time conseguiu o empate com o São Bento (que abriu o placar aos 13 do primeiro tempo), o contestado treinador virou-se para a arquibancada e, aos berros, xingou a pequena torcida guarulhense presente ao estádio Antônio Soares de Oliveira na quente e chuvosa tarde de quarta-feira de Cinzas (17/02). “Vai tomar no c... Vai tomar no c...”, esbravejou Jesus.

O jogo valeu pela 10ª rodada da Série A2 do Paulistão 2010 e marcou a quinta partida seguida sem vitória do Flamengo. Por outro lado, o time de Guarulhos interrompeu a série de cinco vitórias consecutivas do time de Sorocaba.

A partida chamou atenção pela fragilidade técnica de ambas as equipes. O São Bento veio com o time fechado e, após abrir o placar no começo do jogo, com o artilheiro Fabiano, de cabeça, se trancou ainda mais na defesa.

O time do Interior só saía nos contra-ataques e as falhas de armação de jogadas do Flamengo ficaram ainda mais evidentes por conta da necessidade de o time partir para cima. A equipe entrou em campo muito modificada em relação àquela que empatou com o Guarani, no fim de semana. Os zagueiros Sandoval e Zambom e os meias Arthur Lima e Luis Carlos (este o melhor armador do time) – contundidos – não foram para o jogo.

O time de Edmílson de Jesus apertava, mas abusava das bolas aéreas, o que facilitava a vida da alta zaga sorocabana. O ala Willian errava muitos cruzamentos e irritava a torcida. No intervalo, Dykson – que não vinha sendo relacionado – foi para o jogo e a qualidade nas bolas paradas melhorou um pouco.

Aos 14 minutos da segunda etapa, quase o empate: cruzamento de Bocão, da direita, o atacante Clayton cabeceou e a bola passou muito perto do gol do goleiro Vizotto. Três minutos depois, o zagueiro Andrezão chegou a empatar, após cruzamento de Dykson, mas o árbitro Eleandro Pedro da Silva anulou alegando que o jogador do Flamengo fez falta no lance.

O jogo seguiu no mesmo ritmo até o final: o São Bento cozinhava o galo e o Flamengo tentava o empate de qualquer jeito. Aos 39 minutos, quase o São Bento mata o jogo: Pablo deu um drible desconcertante em Matheus e invadiu a área. Na cara de Paulão, chutou forte para ótima defesa do goleiro flamenguista.

Nos últimos minutos, desespero total. Até o goleiro Paulão foi até a área do São Bento para tentar o gol de empate. Aos 46 Dykson cobrou escanteio na direção do goleiro, mas quem subiu foi João Carlos, que decretou a igualdade e deu início à sessão de palavrões do seu comandante contra a torcida.

No próximo sábado o time enfrenta o São Bernardo, fora de casa, às 16h. O São Bento vai até Taquaritinga, no domingo, pegar o time da casa.

Ficha técnica

Flamengo 1 X 1 São Bento

Campeonato Paulista 2010 – Série A2
10ª rodada – Quarta-feira, 17/02, 16h
Estádio Antônio Soares de Oliveira, Jardim Tranquilidade
Árbitro: Eleandro Pedro da Silva
Gols: Fabiano, aos 13’1t (São Bento); João Carlos, 46’2t (Flamengo)
Cartões amarelos: Marcos Alexandre, aos 20’1t, e Leandro Mello, aos 19’2t (São Bento); Rodrigo Lopes, aos 23’1t, e Roberto Dias, aos 39’1t (Flamengo)

Flamengo
Paulão; Marquinhos, Roberto Dias (Matheus, aos 12’2t), Andrezão e Willian (Dykson, intervalo); João Carlos, Plínio, André Bocão (Felipe Piovesan, aos 15’2t) e Rodrigo Lopes; Arthur Caruso e Clayton.
Téc.: Edmílson de Jesus

São Bento
Vizotto; Felipe Blau, Cléber, João Paulo e Carlão (Simas, 44’1t); Marcos Alexandre, Leandro Mello (Mattos, aos 36’2t), Marcão e Pablo; Fabiano e Julio Madureira (Celsinho, aos 33’2t).
Téc.: José Luis Drey

4 comentários:

  1. Pedro Henrique da Silva17 de fevereiro de 2010 20:52

    Não da para o Flamengo ficar com um treinador tão ruim como o Edmilson, o time não possui nem uma jogada ensaiada! Paulão anda falhando muito, teve uma falha grotesca contra o Guarani, vamus mecher neste time !

    ResponderExcluir
  2. É muito ruim que o tecnico perca as estribeiras. Desta forma fica difícil o time sair desta situação complicada. Assisto a todos os jogos no estádio, mas hoje não pude ir, e percebo que o técnico dá muita confiança ao alambrado, discutindo inclusive postura de jogadores, isto demonstra insegurança. Acho que a diretoria, se vai continuar prestigiando o técnico, conversar mais detalhamente com todo elenco, porque a hora é de serenidade e decisão.

    Luiz Gomes

    ResponderExcluir
  3. Acredito que como torcedor , o que não da pra entender , são os comentários de "chamados " torcedores , que não acrescenta em nada para uma mudança da situação do Flamengo no campeonato , com xingamentos e discriminações oportunistas , e acredito que as mensagens enviadas durante o jogo , devem ser analisadas por quem administra o blog , por ex. meu filho de 12 anos acompanhou os xingamentos digitados por falsos torcedores a jogadores , técnicos e dirigentes , paguem o ingresso e lá da arquibancada cobrem o resultado da equipe , mas deixem de ser anônimos oportunistas.

    ResponderExcluir
  4. Caro Marcos. Não posso responder sobre seu comentário a respeito de quem você chama de oportunista. Mas sobre a administração dos comentários, você está coberto de razão. A moderação dos comentários é feito durante o lance a lance, ou seja, na correria. Teremos um cuidado maior daqui para frente com os palavrões dos internautas. Peço desculpas em nome do blog Futebol Guarulhos.

    ResponderExcluir